Fragile Liberty: The Enslavement of Free People in the Borderlands of Brazil and Uruguay, 1846-1866

Fragile Liberty: The Enslavement of Free People in the Borderlands of Brazil and Uruguay, 1846-1866 Abstract: No século XIX muitos estancieiros do Rio Grande do Sul se estabeleceram no Uruguai, levando consigo seus escravos. Ao mesmo tempo, muitos escravos fugiram do Rio Grande do Sul ao Uruguai ou à Argentina, dificultando a recaptura por brasileiros ou ganhando a liberdade oficial. A combinação do processo abolicionista uruguaio, da continuação da escravidão no Brasil, das guerras civis em ambos os países e das migrações internacionais de escravos e escravocratas brasileiros gerou tensões internacionais e novas questões legais. O artigo focaliza as estratégias de escravocratas nesse contexto para manter o cativeiro de trabalhadores africanos e afro-brasileiros, estratégias de escravos para alcançar a liberdade e estratégias de pessoas livres de ascendência africana para conservar a liberdade, focalizando casos de escravização no Brasil de uruguaios livres e de re-escravização de africanos ou afro-brasileiros que haviam sido libertados em função de sua presença no Uruguai. A pesquisa se baseia principalmente em inquéritos e processos criminais por "reduzir à escravidão a pessoa livre" em Pelotas, principal mercado de escravos no sul do Rio Grande do Sul. Esses casos geralmente chegaram à atenção da polícia pelos esforços do pr—prio escravizado ou dos seus familiares, muitas vezes com a ajuda do vice-cônsul uruguaio. Embora vários dos escravizados tenham recuperado a liberdade, os escravizadores quase nunca foram condenados. http://www.deepdyve.com/assets/images/DeepDyve-Logo-lg.png Luso-Brazilian Review University of Wisconsin Press

Fragile Liberty: The Enslavement of Free People in the Borderlands of Brazil and Uruguay, 1846-1866

Luso-Brazilian Review, Volume 50 (1) – Oct 29, 2013

Loading next page...
 
/lp/university-of-wisconsin-press/fragile-liberty-the-enslavement-of-free-people-in-the-borderlands-of-5KFwyPvH5T
Publisher
University of Wisconsin Press
Copyright
Copyright © the Board of Regents of the University of Wisconsin System.
ISSN
1548-9957
Publisher site
See Article on Publisher Site

Abstract

Abstract: No século XIX muitos estancieiros do Rio Grande do Sul se estabeleceram no Uruguai, levando consigo seus escravos. Ao mesmo tempo, muitos escravos fugiram do Rio Grande do Sul ao Uruguai ou à Argentina, dificultando a recaptura por brasileiros ou ganhando a liberdade oficial. A combinação do processo abolicionista uruguaio, da continuação da escravidão no Brasil, das guerras civis em ambos os países e das migrações internacionais de escravos e escravocratas brasileiros gerou tensões internacionais e novas questões legais. O artigo focaliza as estratégias de escravocratas nesse contexto para manter o cativeiro de trabalhadores africanos e afro-brasileiros, estratégias de escravos para alcançar a liberdade e estratégias de pessoas livres de ascendência africana para conservar a liberdade, focalizando casos de escravização no Brasil de uruguaios livres e de re-escravização de africanos ou afro-brasileiros que haviam sido libertados em função de sua presença no Uruguai. A pesquisa se baseia principalmente em inquéritos e processos criminais por "reduzir à escravidão a pessoa livre" em Pelotas, principal mercado de escravos no sul do Rio Grande do Sul. Esses casos geralmente chegaram à atenção da polícia pelos esforços do pr—prio escravizado ou dos seus familiares, muitas vezes com a ajuda do vice-cônsul uruguaio. Embora vários dos escravizados tenham recuperado a liberdade, os escravizadores quase nunca foram condenados.

Journal

Luso-Brazilian ReviewUniversity of Wisconsin Press

Published: Oct 29, 2013

There are no references for this article.

You’re reading a free preview. Subscribe to read the entire article.


DeepDyve is your
personal research library

It’s your single place to instantly
discover and read the research
that matters to you.

Enjoy affordable access to
over 18 million articles from more than
15,000 peer-reviewed journals.

All for just $49/month

Explore the DeepDyve Library

Search

Query the DeepDyve database, plus search all of PubMed and Google Scholar seamlessly

Organize

Save any article or search result from DeepDyve, PubMed, and Google Scholar... all in one place.

Access

Get unlimited, online access to over 18 million full-text articles from more than 15,000 scientific journals.

Your journals are on DeepDyve

Read from thousands of the leading scholarly journals from SpringerNature, Wiley-Blackwell, Oxford University Press and more.

All the latest content is available, no embargo periods.

See the journals in your area

DeepDyve

Freelancer

DeepDyve

Pro

Price

FREE

$49/month
$360/year

Save searches from
Google Scholar,
PubMed

Create folders to
organize your research

Export folders, citations

Read DeepDyve articles

Abstract access only

Unlimited access to over
18 million full-text articles

Print

20 pages / month

PDF Discount

20% off