Discovery and Conquest Through a Poststructural and Postcolonial Lens: Clarice Lispector's A maçã no escuro

Discovery and Conquest Through a Poststructural and Postcolonial Lens: Clarice Lispector's A... Abstract: Este trabalho sugere uma lente nova para examinar A maçã no escuro , como uma crítica pós-estrutural e pós-colonial dos processos ocidentais de conhecimento e de controle. O protagonista Martim foge da cidade e da sociedade, embarcando numa aventura num platô despovoado e depois numa fazenda, e este trabalho analisa o romance como variação das narrativas tradicionais de descobertas. A maçã no escuro apresenta os seus esforços de compreender e de redefinir a si mesmo e o seu mundo, o qual ele percebe ao começo como tabula rasa que ele pode inventar e construir como desejar. Os seus encontros com os habitantes do campo também apresentam sinais de violência e dominação. Mais tarde, porém, Martim começa a explorar a possibilidade de resistir aos modelos racionalistas e aos métodos violentos da sua sociedade, passando a buscar maneiras de comunicar-se com o seu novo ambiente e seus residentes sem opressão. http://www.deepdyve.com/assets/images/DeepDyve-Logo-lg.png Luso-Brazilian Review University of Wisconsin Press

Discovery and Conquest Through a Poststructural and Postcolonial Lens: Clarice Lispector's A maçã no escuro

Loading next page...
 
/lp/university-of-wisconsin-press/discovery-and-conquest-through-a-poststructural-and-postcolonial-lens-hxNdIIQDXI
Publisher site
See Article on Publisher Site

Abstract

Abstract: Este trabalho sugere uma lente nova para examinar A maçã no escuro , como uma crítica pós-estrutural e pós-colonial dos processos ocidentais de conhecimento e de controle. O protagonista Martim foge da cidade e da sociedade, embarcando numa aventura num platô despovoado e depois numa fazenda, e este trabalho analisa o romance como variação das narrativas tradicionais de descobertas. A maçã no escuro apresenta os seus esforços de compreender e de redefinir a si mesmo e o seu mundo, o qual ele percebe ao começo como tabula rasa que ele pode inventar e construir como desejar. Os seus encontros com os habitantes do campo também apresentam sinais de violência e dominação. Mais tarde, porém, Martim começa a explorar a possibilidade de resistir aos modelos racionalistas e aos métodos violentos da sua sociedade, passando a buscar maneiras de comunicar-se com o seu novo ambiente e seus residentes sem opressão.

Journal

Luso-Brazilian ReviewUniversity of Wisconsin Press

Published: Oct 29, 2013

There are no references for this article.

You’re reading a free preview. Subscribe to read the entire article.


DeepDyve is your
personal research library

It’s your single place to instantly
discover and read the research
that matters to you.

Enjoy affordable access to
over 18 million articles from more than
15,000 peer-reviewed journals.

All for just $49/month

Explore the DeepDyve Library

Search

Query the DeepDyve database, plus search all of PubMed and Google Scholar seamlessly

Organize

Save any article or search result from DeepDyve, PubMed, and Google Scholar... all in one place.

Access

Get unlimited, online access to over 18 million full-text articles from more than 15,000 scientific journals.

Your journals are on DeepDyve

Read from thousands of the leading scholarly journals from SpringerNature, Elsevier, Wiley-Blackwell, Oxford University Press and more.

All the latest content is available, no embargo periods.

See the journals in your area

DeepDyve

Freelancer

DeepDyve

Pro

Price

FREE

$49/month
$360/year

Save searches from
Google Scholar,
PubMed

Create folders to
organize your research

Export folders, citations

Read DeepDyve articles

Abstract access only

Unlimited access to over
18 million full-text articles

Print

20 pages / month

PDF Discount

20% off